Estratégia SEO 2021 “tá ON”! ABO2O anuncia a Hyppoo como mantenedora

A agência Hyppoo, que tem a sua atuação focada no atendimento de empresas que almejam desbloquear o seu tráfego orgânico, gerando mais e melhores leads, acaba de anunciar a sua participação como Mantenedora da ABO2O.

Para Marcos Carvalho, Diretor Geral da associação, essa parceria é uma importante conquista para os associados: “vivemos em um momento de intensa digitalização da economia em que competir por um lugar bem posicionado e de alta visibilidade no ambiente online passa fundamentalmente pela aplicação de estratégias de SEO. Neste contexto, a Hyppoo se junta a nós para agregar com uma agenda de conteúdo focado na escala e crescimento orgânico de usuários qualificados para os associados”.

Estratégia Digital

Vivemos um tempo de mudanças no mundo físico que impactaram de forma profunda a relação humana com o universo online. Os negócios digitais se tornaram mais do que convenientes, essenciais para o modo de vida de qualquer reles mortal e funcionamento da economia. Todo o mundo, literalmente, vive na Web, mas competir por um lugar bem-posicionado e de visibilidade no ambiente virtual é para quem está com atualização de SEO “on”. A estratégia digital que faz mais sentido e traz melhores resultados, atualmente, não descarta e enfatiza técnicas já validadas e replicadas há tempos, dentro e fora dos sites, mas foi transformada também.

Produção de conteúdos relevantes, com geração de backlinks no Off-page (citações externas) e boas práticas de SEO On-page (estratégias e otimizações dentro de uma página para melhorar posições de ranqueamento no Google ou em outros buscadores SERPs), seguem valendo. O apetite por textos mais abrangentes e longos segue comendo pelas beiradas o cardápio de tendência divulgado para alcance orgânico e construção de autoridade digital em 2021. Segundo o State of Content Report, textos com mais de 3 mil palavras, rendem três vezes mais tráfego, quatro vezes mais compartilhamentos e 3,5 vezes mais menções do que a média de artigos (com 901 a 1200 termos). Quem preparar a nova realidade com o toque de atualização da segurança que ela pede e ingredientes que não podem faltar na receita 2022 ofertará ao mercado um prato cheio de experiência positiva com gosto de quero mais.

Com a palavra-chave, especialista em SEO: personalização

André Novelino“O tráfego orgânico, a médio e longo prazos, é capaz de abocanhar um ROI cerca de 10 vezes maior que o retorno sobre investimento de mídias pagas. Construir sites e blogs com tráfego orgânico é a única forma de ter domínio da audiência na atualidade. A estratégia paga tem um potencial de geração de resultado a curto prazo, mas funciona como alugar uma audiência e não é tão potente como criar uma conectada ao objetivo do negócio”, diz André Novelino, Founder & CEO da Hyppoo, startup que desenvolve estratégias de SEO alinhadas às métricas de crescimento dos negócios parceiros.

“Atuamos como um braço estratégico que gera resultados articulados com valores além do funil. Nossa assinatura entrega tráfego com traços de personalização aos clientes, diferente das agências tradicionais que se limitam à prestação de serviços de SEO”, complementa o mineiro que se apresenta como um “quase jornalista” e tem, mais do que a “palavra”, o conteúdo digital no core do negócio. “Construir autoridade organicamente é criar relacionamento. Conteúdo é a forma mais funcional de gerar valor para clientes e parceiros”, defende em resposta prática ao momento de amadurecimento de lógicas mais complexas e linguagens mais “naturais” da inteligência artificial, que une, indissociavelmente, Big Data e Analytics. “Nosso drive é a mudança que podemos incorporar ao processo de aquisição”, conta o empresário especialista em SEO e Growth Hacking.

“Construir autoridade organicamente é criar relacionamento. Conteúdo é a forma mais funcional de gerar valor para clientes e parceiros”

André Novelino, Founder e CEO Hyppoo

Segurança e usabilidade para dar e vender

Gustavo TassiAs relações, principalmente as que acontecem online, dependem de reciprocidade para existirem. Em tempos de avaliações constantes entre os combinados dos dois lados das telas de smartphones e computadores, a confiança tornou-se uma moeda global. “As leis de proteção de dados para conter o crescimento da insegurança informacional sincronizadas aos movimentos de redução da coleta e armazenamento feitos por Big Techs, como Apple e Google, abrem uma oportunidade na contramão dos desafios para as empresas que possuem credibilidade e foco na experiência do usuário. Basta observarmos que, no mundo, as organizações modernas com aumento expressivo de participação na economia global priorizaram design e experiência do cliente”, afirma Gustavo Tassi, Gustavo Tassi, Analista de Business Development na Hyppoo.

“No cenário brasileiro, o SEO adentrará camadas de mudanças nos curto e médio prazos, como o aumento dos comandos por voz, a interferência das políticas globais de privacidade dos dados (Lei Geral de Proteção de Dados, LGPD no Brasil), incluindo desdobramentos dessa movimentação que converge para o combate à infodemia e bloqueios de conteúdos falsos (fake news), por exemplo”.

“A primeira barreira que devemos transpor como sociedade é a que separa os negócios digitais de uma economia mais fluida e, corporativamente, apontamos o caminho para que nossos parceiros inspirem e promovam plena confiança na atmosfera cibernética”, sinaliza Tassi. “Para ir no flow, o próximo passo é integrar cada vez mais o cliente ao processo e usar tecnologia para isso será inevitável, mas não é tudo. Linkar profissionais que entendem e estudam o comportamento humano à análise de dados colhidos dentro do ambiente virtual é o que dará sustentação a ações potentes e assertivas”, contextualiza o desenvolvedor.

Papo reto: de persona (marca) para persona (consumidor)

Associar performance e relacionamento em prol de credibilidade e resultados é o mantra do marketing 4.0, mais inclusivo, horizontal e social. E Tassi é taxativo: “SEO é o método utilizado para que a resposta que o consumidor precisa seja a da sua marca. Personificar a resposta para a busca do consumidor não é um posicionamento que se constrói de uma hora para outra. Esta relação se faz com testes, dados e tecnologia. E esta tríade é o motor que leva à fidelização dos clientes”.

Em linhas gerais, segundo o expert em desenvolvimento, também são três os pontos de atenção em que os testes das otimizações para um negócio devem se apoiar: “o primeiro é buscar uma estrutura de site simples e clara (tanto em termos de código quanto pelo aspecto de design), com versão mobile otimizada e velocidade de carregamento condizente com os padrões satisfatórios atuais. Em seguida, gerar conteúdos sobre os produtos e temas de interesse do seu público de forma coerente com a estratégia do negócio. Sobre o terceiro pilar se conquista autoridade com backlinks (através de menções e referências)”.

A nova fronteira do ranqueamento

É um processo evolutivo, no qual manter-se no topo do ranking não tem nada de estático. O mais importante buscador do planeta, Google, modifica o sistema de ranqueamento constantemente, porém as mudanças de 2021 impõem aperfeiçoamento da usabilidade e cravou a tag “experiência” no centro da estratégia SEO. Considerando que para o comércio eletrônico a redução de tráfego orgânico significa diminuição de chance de conversão de vendas, é preciso ter claro que otimizar em linha com o Google Page Experience e saber quais aspectos privilegiar dentro do Core Web Vitals é a nova fronteira.

“Com este conjunto de métricas e recente atualização, o Google passa a dar um peso ainda maior para aspectos como velocidade de carregamento, interatividade com o site e estabilidade visual. O primeiro já tratamos como uma prioridade. O segundo mergulha na experiência que o usuário tem na navegação com a página relacionada à capacidade responsiva do site. Já o último trata de adequações de layout da página que vai entregar o conteúdo”, pontua Tassi.  Isso significa que uma empresa que acabou de se digitalizar, não pode ticar como missão cumprida ter um site. Os canais devem ser resolutivos e atender as demandas de um mundo cada vez mais móvel povoado por consumidores mais exigentes. Segundo estudo divulgado pelo World Advertising Research Center (WARC), até 2025, aproximadamente três quartos da população mundial utilizarão apenas smartphones para acessar a internet.

Destravar para seguir crescendo e inovando

Com o repertório de quem atende negócios (de atividades heterogêneas, tecnologias e portes diferenciados), muito mais inclinados a responder ou protagonizar mudanças do que a seguir planos por atuarem em território digital sob atmosfera disruptiva performando constantemente com agilidade, Novelino conclui: “as organizações que prosperam na atualidade são as que conseguem criar mecânicas antifrágeis e possuem visão sistêmica mutável. A transformação digital exige que a informação e o comando sejam descentralizados para que os processos sejam ágeis e cada papel executado com conhecimento de causa para que os resultados sejam positivos e alcançados mais rapidamente”. A natureza do marketing digital transcende as métricas da vaidade para entrar em um loop ganha-ganha de impacto contínuo: entregar usabilidade com propósito e receber de volta resultado financeiro com mapa informacional para seguir escalando.

Fonte: Inovativos