Faturamento da startup Vibbra! cresce 200% em um ano

Conheça a plataforma que seleciona profissionais de TI autônomos para solucionar a falta de mão de obra do mercado.


Após crescimento de 200% do faturamento ao longo de 2020, a plataforma Vibbra! inicia 2021 a todo vapor. A startup que conecta clientes a desenvolvedores de software aposta no modelo remoto e na contratação de profissionais por demanda, para solucionar a falta de mão de obra qualificada do mercado.


Segundo o CEO Leandro Oliveira,
“independente da área de atuação, toda empresa é digital e necessita, ou necessitará, de profissionais de TI para dar vazão a seus projetos de software”. A dificuldade do mercado, entretanto, está em encontrar talentos disponíveis. Por isso, desde 2017 a Vibbra! vem atuando como intermediadora entre: profissionais de tecnologia em busca de mais flexibilidade e melhor remuneração; e empresas em busca de profissionais qualificados para o desenvolvimento de projetos de software por demanda ou a longo prazo.


A Vibbra! sempre esteve convicta da necessidade de derrubar barreiras geográficas para encontrar os melhores talentos de software do mercado. Por isso, apostou no modelo remoto desde o seu surgimento. A co-founder e tech recruiter, Juliana Nascimento, acredita que
“o fato de já termos consolidado uma rede diversificada de mais de 800 profissionais de software, preparados para trabalhar de forma remota, foi uma das grandes vantagens competitivas que permitiu um salto de crescimento tão elevado em plena pandemia”.


Um dos diferenciais da plataforma é contar com um rigoroso processo de seleção de profissionais autônomos. Atualmente, apenas profissionais nível pleno e sênior são admitidos. Além da busca por competências técnicas de alto nível, a plataforma também busca por profissionais que demonstrem alto rendimento no modelo de trabalho remoto, uma vez que todas as contratações de serviços se dão nesse formato.


Para 2021, a expectativa é ampliar o número de clientes atendidos, crescer novamente 200% e superar as mais de 12.000 horas de desenvolvimento de software realizadas no ano anterior. Meta que deverá ser tranquilamente atingida após a guinada do mundo em direção à transformação digital.